Conselho Deliberativo da Fenam se reúne em Brasília

A diretoria executiva da Federação Nacional dos Médicos (Fenam) se reuniu nesta quinta-feira (22/04), em Brasília, para discutir assuntos como a importância da implantação de uma tabela hierarquizada para procedimentos médicos no Sistema Único de Saúde, semelhante à CBHPM. “Discutimos a posição ou o emparelhamento da CBHPM com uma tabela semelhante para o SUS, desfazendo as discrepâncias entre as duas tabelas, o que vai nos facilitar pedir ou implantar a CBHPM no Sistema Único de Saúde. Essa é uma questão fundamental, porque leva para a parte do SUS uma luta que vem sendo vitoriosa na iniciativa privada”, disse Paulo de Argollo Mendes, presidente da Fenam, ao destacar os temas debatidos na reunião da executiva.
Outro tema da pauta foi o II Fórum de Cooperativismo Médico Fenam, previsto para os dias 20 e 21 de maio, em Belo Horizonte. Segundo Argollo, é preciso entender o funcionamento das cooperativas médicas e saber separar as verdadeiras cooperativas daquelas que se valem do termo para se isentar dos impostos.
“Essa é uma questão central quando se tenta entender o Sistema Único de Saúde e que ainda apresenta muitas dificuldades. Temos, de um lado, cooperativas muito sérias, que realmente agem e funcionam como verdadeiras cooperativas e temos escondido, com o nome de cooperativas, uma série de empresas que na realidade visam lucro, têm dono e tentam se valer desse ‘biombo’ de cooperativismo só para evitar impostos. Está na hora de sabermos separar isso, de manifestarmos nosso apoio às verdadeiras cooperativas e aos princípios do cooperativismo e, decididamente, denunciar e procurar o fechamento das falsas cooperativas” acentuou Paulo Argollo.
A diretoria da Fenam permanece em Brasília nesta sexta-feira e no sábado (23 e 24) para a reunião do Conselho Deliberativo da entidade, que abordará, entre outros assuntos, a prestação de contas de 2009 e o parecer do Conselho Fiscal; a revisão do orçamento de 2010; sede da Federação; os informes sobre o Congresso da Fenam, que acontece em junho, em São Paulo; e a apresentação do Plano de Ação Sindical.