Conselho Nacional de Saúde promove “Voto não tem Preço. Saúde é seu direito”

CNS quer voto consciente para a saúde

CNS quer voto consciente para a saúde

O Conselho Nacional de Saúde promove durante sua 211ª reunião ordinária, realizada entre os dias 7 e 8 de julho, o lançamento da cartilha “Voto não tem Preço. Saúde é seu direito”, elaborada pelo Comitê Nacional do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE). A atividade faz parte do trabalho do CNS na defesa de uma campanha contra a corrupção eleitoral na saúde e ocorrerá na quarta-feira (7), às 9h.

O Presidente do CNS, Francisco Batista Júnior, ressaltou a importância de o Controle Social promover a cartilha. “A saúde é um dos campos mais férteis para a corrupção. É preciso que todos se envolvam e divulguem ações que promovam o debate contra a corrupção e a favor de uma eleição justa”, afirmou.

O objetivo da cartilha, que teve apoio do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) e será distribuída nos 300 comitês do MCCE no país, é envolver a sociedade em ações de combate à corrupção eleitoral na saúde, no que diz respeito à troca de votos por bens e serviços, principalmente durante o período eleitoral. Esta é a primeira campanha da rede após a sanção da lei da Ficha Limpa, no dia 04 de junho.

Para o MCCE, é mais uma ação que pretende alterar o modo de se fazer política no país. “Tanto na Ficha Limpa quanto nesta nova campanha, temos os eleitores informados e atentos como protagonistas do processo eleitoral”, define a Conselheira Nacional e Diretora Executiva do MCCE, Jovita José Rosa. Participarão do lançamento, Conselheiros Nacionais, além do Diretor executivo e membro da Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), Carlos Alves Moura, e a representante do Sindicato dos Servidores do Legislativo e do TCU (Sindilegis), Lucieni Pereira.

Também faz parte da pauta da reunião do Conselho, no dia 7 de julho, a análise da atenção oncológica no Brasil, com a participação do diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica, José Miguel do Nascimento Júnior, do diretor Geral do Instituto Nacional do Câncer (Inca), Luiz Antônio Santini Rodrigues e do presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, Enaldo Melo de Lima. Outro destaque da reunião será o debate, no dia 8 de julho, sobre a Política de Controle da Hanseníase, que contará com a presença do secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Gerson Penna, da coordenadora do Centro de Referência Nacional em Hanseníase, Isabela Goulart, e da coordenadora da Comissão dos Filhos Preventórios, Maria Teresa Silva Santos Oliveira.

Outros temas da 211ª RO são: a apresentação do Estatuto da Igualdade Racial; alteração da Política Nacional de Saúde do Trabalhador; debates sobre a revisão da Resolução do CNS nº 333/2003, que trata das diretrizes para criação, reformulação, estruturação e funcionamento dos Conselhos de Saúde, entre outros temas.

A reunião do Conselho Nacional de Saúde é aberta ao público e poderá ser acompanhada pela internet, em tempo real, no site http://www.conselho.saude.gov.br/

 Fonte: CNS