Época é um dos vencedores do Prêmio de Jornalismo da ABP 2010

Época ganha prêmio APB 2010
Época ganha Prêmio APB 2010

A Associação Brasileira de Psiquiatria anunciou os vencedores do Prêmio de Jornalismo da ABP 2010 – Edição Nilson de Moura Fé. O documentário “Além da Loucura”, elaborado por Alessandra Nogueira, Amanda Martinez Nero, Fernanda Yamundo da Costa, Millena Rodrigues Ferreira Pinto e Patricia Rodrigues Faustino e veiculado na TV Net Cidade foi vencedor na Categoria Televisão. Especial sobre saúde mental de Fernando Gallo Fernandes para a CBN ganhou na Categoria Rádio. Já a matéria de capa da revista Época, “Dói internar um filho. Às vezes não há outro jeito”, baseada em entrevista ao poeta Ferreira Gullar, que tem trajetória pessoal relacionada à saúde mental, entre outras entrevistas com especialistas em saúde pública e psiquiatria, foi considerada a vencedora na Categoria Impresso e merecedora do Grande Prêmio de Jornalismo, por ter sido considerada a melhor matéria entre todas as categorias. A reportagem teve a participação dos repórteres Andres Vera, Cristiane Segatto, Ivan Martins, Marcela Buscato e Mariana Sanches. Já a coluna “Toma que o filho é teu”, de Cristiante Segatto para o portal Época Online, levou o prêmio na Categoria Online.

A comissão julgadora avaliou que os vencedores cumpriram, com exatidão, o papel de esclarecimento à população sobre temas ligados à saúde mental, valorizando a auto-estima dos portadores de doenças mentais, minimizando o preconceito, esclarecendo dúvidas da população e defendendo políticas públicas de saúde que melhorem o acesso e qualidade no atendimento dos pacientes.

Fizeram parte da comissão: os psiquiatras Fernando Tomita (SP), José Henrique Figueiredo (RJ), Sérgio Andreoli (SP) e Marcos Ferraz (SP), representando a diretoria da ABP, além do professor da ECA – USP, o jornalista José Coelho Sobrinho, do diretor de comunicação da AMB (Associação Médica Brasileira), Elias Fernando Miziara, e da assessora de comunicação da ABP, Carolina Fagnani. “Os trabalhos apresentados foram de alta qualidade e mostram o amadurecimento da imprensa na cobertura do tema saúde mental, lembrando que a informação é ferramenta importante para a quebra do estigma e a prevenção das doenças”, afirmou Marco Ferraz.

Os vencedores nas categorias mídia impressa, rádio, televisão e on-line receberão prêmio de R$ 1.000 cada. Já o Grande Prêmio de Jornalismo, para a melhor publicação do ano, receberá o valor de R$ 5.000. A premiação será realizada durante o 28º Congresso Brasileiro de Psiquiatria, que acontece no Ceará de 27 a 30 de outubro deste ano.