Médicos de SP suspendem atendimento de 12 planos a partir de 1º de setembro

Reunião da AMB

A partir do dia 1º de setembro os médicos paulistas das especialidades de ginecologia e obstetrícia, otorrinolaringologia, pediatria, ortopedia e traumatologia, pneumologia e tisiologia, cirurgia plástica e anestesiologia suspenderão, de forma escalonada, o atendimento das consultas e procedimentos eletivos realizados por intermédio dos seguintes planos: Ameplan, Assefaz, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Cetesb, Green Line, Intermédica, Mediservice, Notredame, Prosaúde, Porto Seguro, Vale e Volkswagen.
As empresas selecionadas não enviaram resposta à solicitação de negociação encaminhada pela Comissão de Mobilização. As que responderam ofereceram uma remuneração muito aquém das reivindicações dos médicos.
O anúncio foi feito pela Comissão Estadual de Mobilização Médica para a Saúde Suplementar de São Paulo, formada por representantes da APM, Cremesp, Simesp, Academia de Medicina e sociedades de especialidade. Além de anunciar a suspensão do atendimento às empresas de planos de saúde que se recusaram a negociar com a Comissão, foram divulgadas ainda as datas e o rodízio de paralisação por especialidade.
A pauta do movimento médico de São Paulo luta por consulta a R$ 80,00 e procedimentos atualizados de acordo com a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), critérios claros de credenciamento e descredenciamento, regularização dos contratos entre médicos e empresas com a inserção de índice de reajuste anual e fim das interferências sobre a autonomia do médico.
A suspensão dos atendimentos será feita por meio de rodízio. A cada semana, durante todo o mês de setembro, uma especialidade médica deixará de atender. Do dia 1º a 3 de setembro, estão suspensas as consultas e os procedimentos eletivos na área de ginecologia e obstetrícia; dentre os dias 8 e 10, estão suspensos os que envolvem a otorrinolaringologia; entre os dias 14 e 16, os de pediatria; nos dias 19 e 20, ficam suspensos os atendimentos de ortopedia e traumatologia; entre 21 e 23 de setembro, é a vez da pneumologia e tisiologia; e entre os dias 28 e 30 de setembro, a suspensão é da cirurgia plástica. Os médicos anestesiologistas acompanharão as outras especialidades e suspenderão o atendimento durante todos os períodos.
O atendimento das urgências e emergências funcionará normalmente.

Fonte: AMB