Protesto dos médicos no Dia Mundial da Saúde

Para marcar a passagem do Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) e demais entidades ligadas à saúde apresentarão à imprensa na próxima segunda-feira (7) o relatório final sobre a situação da assistência oferecida à população nos principais hospitais públicos de urgência e emergência do país.

Serão detalhadas as informações coletadas em oito hospitais de urgências médicas do SUS no estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Rondônia, Pará, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Mato Grosso. As visitas a estas unidades foram organizadas pela CDHM e contaram com o apoio de Conselhos e Sindicatos de profissionais da saúde, Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Os representantes do CFM também vão avaliar os protestos da categoria nos estados, previstos para acontecer a partir de 7 de abril. O movimento se desdobrará em atividades que denunciarão abusos e omissões que afetam tanto a rede pública quanto suplementar de atendimento.