Para elas: 10 motivos para começar 2016 com os exames preventivos em dia

A recomendação é clara: começar o ano com os exames de saúde em dia evita surpresas desagradáveis, já que a descoberta precoce da doença, permite o tratamento resolutivo. E quando se trata da visita ao ginecologista, de acordo com o médico Etelvino Trindade, é nesta época, no período de férias, o momento indicado para realizar o check-up. Isso porque com mais tempo, é possível realizar vários exames importantes para a saúde, que a maioria das mulheres não fazem no decorrer do ano. Confira a lista:

1 – Consulta Ginecológica: Tem como objetivo sanar dúvidas e checar o bom funcionamento do aparelho reprodutorpossíveis alterações hormonais, métodos contraceptivos e esclarecimentos sobre doenças sexualmente transmissíveis.

2 – Prevenção do câncer de colo retal: Através de dois exames, a pesquisa de sangue oculto na fezes e a colonoscopia, é possível detectar possíveis tumores. O primeiro é exame de laboratório e o segundo é a observação visual, com aparelhos do interior do intestino.

3 – Densitometria óssea na pré e pós-menopausa: Exame de imagem que avalia com precisão e rapidez a densidade mineral óssea comparada com padrões pré-estabelecidos para a idade. Visa a prevenção da osteoporose.

 4 – Vacinações: A Febrasgo recomenda a vacinação contra HPV que estará disponível na rede pública de saúde para meninas gratuitamente. Para viagens internacionais, em alguns países, é indicada a vacina contra febre amarela. Devem estar em dia, também, as vacinas contra Hepatite A e B, tríplice viral, tríplice bacteriana, varicela, pneumocócica, influenza e meningite. Algumas são aplicáveis em faixas etárias específicas.

5 – Papanicolau:  Exame considerado um dos mais importantes para prevenção da saúde da mulher e é usado no rastreamento do câncer de colo de útero. Todas as mulheres devem fazer o Papanicolau após o início da vida sexual. O exame é realizado pela raspagem das células do colo do útero, para identificar se existem alterações celulares. Para mulheres que já são acompanhadas pelo médico e realizam o teste, não é necessário que o exame seja realizado todo o ano.

6 – Mamografia: É exame radiológico de imagem das mamas que permite a detecção precoce do câncer – ao mostrar lesões em fase inicial muito pequenas. Deve ser iniciada entre 35 e 40 anos de idade e ser repetida   a cada dois anos ou anualmente, dependendo da faixa etária.

7 – Rastreamento de Tireoide: Após os 40 anos, as mulheres têm mais chances de desenvolver doenças da tireoide, que podem ser diagnosticadas com um simples exame de sangue para dosagens dos hormônios tireoidianos. Exames complementares como ultrassonografia, cintilografia ou mesmo uma biópsia podem ser recomendados.

8 – Raio-X de tórax: Se tabagista, a mulher deve realizar o raio-x de tórax, que é um exame radiológico que rastreia os pulmões. O exame permite ainda observar imagens do coração, vias aéreas, vasos e ossos da coluna vertebral e do tórax.

9 – Ultrassonografia –  Na dependência da idade da mulher e de eventuais achados em exames, o médico poderá solicitar exame de ultrassom (ecografia), geralmente mais aplicados para mamas e pélvis.

10 – Exames de laboratório como glicemia, colesterol, frações do colesterol e triglicerídeos: Quando solicitados, têm o objetivo de analisar a taxa de açúcar e de frações de gorduras no sangue a fim de rastrear e diagnosticar o diabetes. Avalia o risco potencial de alterações vasculares e contribui para a prevenção do infarto.

Fonte: FEBRASGO