Geneticista explica quais os exames que ajudam a detectar se a pessoa terá câncer no futuro

O diagnóstico tardio do câncer é um dos fatores que pode reduzir as chances de cura. A boa notícia é que alguns exames ajudam a detectar os casos em que há um risco aumentado de desenvolver a doença. É o que explica a geneticista Giselle Maria Adjuto, do Instituto de Câncer de Brasília (ICB), que na sua prática clínica faz o aconselhamento genético dos pacientes e das famílias que apresentam predisposição a desenvolverem doenças específicas.

A médica esclarece que através de exames de sangue é possível detectar genes mutados e correlacionar com tipos de câncer. Para que sejam solicitados os exames, a especialista faz uma consulta avaliando a história familiar, para saber se a pessoa tem predisposição a devolver um determinado tipo de câncer.

Com os resultados dos exames, Dra. Giselle Maria Adjuto avalia os casos de síndromes de predisposição ao câncer e de câncer hereditário, realiza o aconselhamento genético levando em consideração o risco e orienta em relação ao rastreio e diagnóstico precoce. A mudança no estilo de vida é fundamental nestes casos com a prática de atividade física, dieta equilibrada, a não exposição à radiação e ao tabagismo. “Caso a doença se desenvolva, o diagnóstico precoce possibilita maior chance de cura”, afirma.

Futuro Promissor – Com a evolução das técnicas da medicina, os testes genéticos têm se mostrados promissores na identificação de pacientes que apresentam risco aumentado de desenvolver o câncer. Algumas pesquisas sugerem que em breve será possível identificar as mutações genéticas e correlaciona-las com o tratamento específico para cada pessoa, incluindo a terapia medicamentosa e nutricional.

Dra. Giselle Maria Adjuto reforça que já é possível realizar vários testes genéticos, como, por exemplo, os que pesquisam as mutações nos genes BRCA1 e BRCA2, ligados ao câncer de mama, ovário e próstata, permitindo o aconselhamento genético. “Mas com a evolução dos estudos genéticos, a expectativa é que cada vez mais os tratamentos individualizados possam ser aplicados tornando-se essenciais para a cura dos mais diversos tipos de câncer”.

Quem deseja marcar uma consulta com médica Giselle Maria Adjuto basta agendar pelo site do Instituto de Câncer de Brasília. Basta acessar www.institutodecancer.com.br.