afrezza

Anvisa aprova comercialização de insulina inalável no Brasil

O medicamento deve estar disponível no mercado a partir de outubro deste ano.

O medicamento mais conhecido nos Estados Unidos e países da Europa como Afrezza®, teve sua comercialização autorizada na última semana pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Um alívio para os pacientes de diabetes tipo 1 e 2 que até o momento só contam com a insulina injetável, por meio de bombas ou agulhas. O remédio foi aprovado nos EUA em 2014 e agora poderá ser vendido no Brasil.

A substância é um pó armazenado em cápsulas, tem ação até três vezes mais rápida que os medicamentos injetáveis já disponíveis no mercado, e vem com a promessa de simplificar a vida dos diabéticos. Os medicamentos tradicionais além de desconfortáveis, possuem aplicações que determinam verdadeiras operações logísticas na vida de quem depende dessa medicação, que chegam a usar até cinco vezes ao dia em alguns casos.

Como funciona 

Similar ao modo de utilização das bombinhas para asma, o produto deve ser inalado. Ele funciona após ser carregado por cartucho acoplado ao inalador e deve ser aspirado pelo paciente. O conteúdo levado aos pulmões é absorvido rapidamente e começa a agir em 10 minutos. O efeito tem duração de 2 a 3 horas. O item dispõe de três opções diferentes de dosagem.

Porém, há contraindicações no uso do medicamento. Todos os pacientes deverão passar por testes e exames antes do uso. Pessoas com problemas pulmonares como asma, enfisema, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e fibrose pulmonar não poderão utilizar a insulina inalável, já que a absorção pode ser prejudicada e o medicamento em alguns casos, desencadeia crises de asma. Fumantes e ex-fumantes (os que pararam a pouco tempo) também não poderão utilizar. O uso também não é indicado para menores de 18 anos, já que o produto não foi testado abaixo dessa faixa de idade.

A previsão é que esteja disponível para o consumidor a partir de outubro de 2019. Os valores não foram divulgados, mas nos EUA, o kit de doses para um mês custa a partir de 150 dólares (depende da quantidade necessárias), equivalente a R$ 580,00 em conversão direta – sem considerar impostos ou taxas. Mesmo assim deverá ser uma  opção para as desconfortáveis picadas.