PEC

AMBr convida para debate sobre saúde do homem

“Envelhecimento Masculino: O Sexo Frágil” é o tema do Programa de Educação Continuada da Associação Médica de Brasília (PEC-AMBr). O evento será realizado nos dias 30 e 31 de agosto, próxima sexta-feira e sábado, na AMBr.

Durante o encontro, capitaneado por médicos renomados em suas áreas de atuação, serão abordadas as doenças que acometem o público masculino e os tratamentos mais eficazes. A programação prevê conferências sobre temas como doenças demencial, aterosclerótica e arterial coronariana, entre outros.

O Diretor de Planejamento da AMBr, Dr. Nasser Sarkis, antecipa que o programa é gratuito para médicos associados da AMBr e estudantes de medicina.  Ao fim todos recebem certificado de participação.

Boa nova  – O PEC AMBr conta agora com a certificação da Comissão Nacional de Acreditação (CNA). Os participantes do evento terão as horas válidas para o Certificado de Atualização Profissional (CAP), da Associação Médica Brasileira (AMB). O CAP atesta os novos conhecimentos adquiridos pelo médico e o habilita ao exercício de sua especialidade. A pontuação será creditada para todos os participantes com presença validada no dia do evento.

 

:: Serviço

Programa de Educação Continuada – “Envelhecimento Masculino: O Sexo Frágil”

Dias 30 e 31 de agosto, na Associação Médica de Brasília

Inscrições e programação em www.pecambr.com.br

Programa de Educação Continuada da Associação Médica de Brasília debate formas de melhorar resultados da cirurgia metabólica

Evento que acontece em 27 de julho, reúne clínicos e cirurgiões renomados em suas áreas de atuação para discussão sobre a cirurgia bariátrica, seus benefícios e implicações

No dia 27 de julho, o Programa de Educação Continuada da Associação Médica de Brasília (PEC – AMBr) debate a cirurgia metabólica, sob as perspectivas de clínicos e cirurgiões. O evento acontece de 8h30 às 17h30, na sede da AMBr, no Setor de Clubes Sul.

Especialistas de todo o país estarão lado a lado para discutirem como obter melhores resultados com o procedimento e como cuidar dos pacientes que necessitam da intervenção. As inscrições podem ser realizadas pelo site pecambr.com.br

O impacto das doenças metabólicas na população mundial é profundo. Problemas cardiovasculares decorrentes desse tipo de enfermidade são as maiores causas de mortes em todos os grupos populacionais e as consequências do Diabetes tipo 2 estão entre os principais fatores de custos do Sistema Único de Saúde: Mais de 5 bilhões são gastos, ao ano, com hemodiálises em paciente renais terminais em função do diabetes, principal causa de infarto, derrame, amputação não traumática e cegueira, no mundo.

Trabalhos prospectivos, randomizados e controlados, além de metanálises e evidências científicas comprovam a eficiência da cirurgia bariátrica, que proporciona uma taxa de remissão completa dos danos causados pelo diabetes em até 85%. Pacientes que não alcançam a remissão completa, a obtêm parcialmente, com alívio de sintomas, diminuição do risco cardiovascular a longo prazo e também dos problemas micro e macrovasculares decorrentes da doença.

Cirurgia a serviço da população

A cirurgia metabólica é cirurgia bariátrica com enfoque no tratamento das doenças metabólicas, tais como Diabetes tipo 2, Hipertensão Arterial, Dislipidemias, Apneia do Sono e Obesidade.

O tema, por sua complexidade, envolve várias especialidades médicas e todos os profissionais que cuidam de pacientes com problemas metabólicos devem entender o funcionamento das diversas áreas.

No entanto, os problemas começam com a semântica sobre o assunto. Especialistas colocam em prática os parâmetros estabelecidos por sua área, enquanto a interdisciplinaridade do tratamento fica comprometida.

Quem sofre as consequências dessa confusão é o paciente. Nesse sentido, o objetivo desta edição do Programa de Educação Continuada da Associação Médica de Brasília é promover um amplo debate sobre alternativas para aprimorar tratamentos e cuidados de pacientes com doenças metabólicas.

Serviço:

Programa de Educação Continuada – Cirurgia Metabólica para Clínicos e Cirurgiões

Data: 27 de julho (Sábado)

Horário: 8h30 às 17h30

Local: Associação Médica de Brasília (AMBr) – Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 3, Conjunto 6 – Brasília (DF)

Programação completa e inscrições: www.pecambr.com.br

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE BRASÍLIA PROMOVE EVENTO PARA MINIMIZAR CASOS DE MORTES POR DENGUE NO DF

Evento de atualização profissional tem o objetivo de esclarecer sintomas, diagnóstico e tratamento de viroses endêmicas

 

De janeiro a abril, 10 pessoas morreram de dengue no Distrito Federal e os casos prováveis da doença chegaram a 10 mil, segundo boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde.  Diante da necessidade de discutir estratégias de intervenção precoce, a Associação Médica de Brasília promove, no dia 24 de maio (sexta-feira) às 18h30, o Programa de Educação Continuada (PEC-AMBr) “Viroses Endêmicas e os Desafios no Diagnóstico e Tratamento”. O evento de atualização profissional é voltado para médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde.

O médico infectologista Dr. Dalcy Albuquerque Filho abordará, também, durante a ampla palestra, questões relacionadas à hantavirose, influenza e chikungunya. “O objetivo é fazer um apanhado focando nos principais sintomas para o correto diagnóstico e tratamento”, antecipa o especialista.

Para bem informar os participantes do Programa de Educação Continuada, Dr. Dalcy vislumbra abranger as doenças de maneira objetiva e prática, para que os profissionais que trabalham em emergências, Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e hospitais possam entender melhor sobre cada patologia e como identificar os casos graves – a fim de evitar complicações e minimizar o número mortes.

O médico informa que muitos dos óbitos causados por viroses endêmicas poderiam ser evitados quando identificados antecipadamente, alertando, assim, o paciente para o tratamento eficaz. “Esses sinais de gravidade têm de ser repassados às pessoas. Precisamos continuar focando em campanhas de promoção de saúde, mas quando há o diagnóstico, o cuidado deve ser precoce”, completa.

Para se inscrever no evento é simples. Basta acessar o site pecambr.com.br e preencher o formulário. Estudantes pagam o valor de R$ 50, médicos não associados R$100 e associados da AMBr têm isenção na taxa. Ao fim do evento, todos os participantes têm direito à impressão do certificado.

:: Serviço

Programa de Educação Continuada da Associação Médica de Brasília (PEC-AMBr)

“Viroses Endêmicas e os Desafios no Diagnóstico e Tratamento”

Dia 24 de maio (sexta-feira) às 18h30

Associação Médica de Brasília – SCES Trecho 3

Inscrições: www.pecambr.com.br

Assessoria de Imprensa: Luan Comunicação

Atendimento: Paulo Lima – paulolima@luancomunicacao.com.br | (61) 3327 6827

ESPECIALISTAS PALESTRAM EM BRASÍLIA SOBRE COMO A MEDICINA TEM CONTRIBUÍDO PARA VIVER MAIS E MELHOR

 

Evento gratuito acontece nos dias 8 e 9 de fevereiro e faz parte das celebrações dos 60 anos da Associação Médica de Brasília (AMBr) e dos 30 anos da Academia de Medicina de Brasília

A Associação Médica de Brasília (AMBr) e a Academia de Medicina de Brasília realizam, nos dias 8 e 9 de fevereiro, Simpósio com o tema Tecnologia e a Vida – A Ética dessa Relação. O evento gratuito faz parte das celebrações dos 60 anos da AMBr e dos 30 anos da Academia de Medicina de Brasília, e tem como objetivo reunir a sociedade, profissionais que atuam em diferentes segmentos de cuidados e apoio a pacientes,  para conferirem palestras com especialistas renomados em suas áreas de atuação, que abordarão, durante os dois dias de intensa programação científica, assuntos relacionados a bioética, mais especificamente sobre a finitude humana, com enfoques filosóficos, religiosos, comportamentais, jurídicos e médicos.

O Diretor de Planejamento da AMBr, Dr. Nasser Sarkis, antecipa que a proposta é discutir o prolongamento da vida e as mudanças comportamentais através de uma visão contemporânea da existência humana. “Com o aumento da expectativa de vida é preciso envelhecer com qualidade. A medicina tem trazido importantes avanços tecnológicos, mas que devem ser acompanhados com múltiplas abordagens, para que se possa viver mais e melhor”.

O médico cardiologista explica que durante o evento serão evidenciados os avanços da medicina numa abordagem ampla da existência humana. “Outro ponto primordial é que serão realizados debates sobre a judicialização da medicina. Temos uma programação para amplo debate com todos que participam dos cuidados e apoio aos pacientes”, convida Dr. Nasser Sarkis.

Para se inscrever no PEC Tecnologia e a Vida – A Ética dessa Relação é necessário acessar o site pec.ambr.com.br e preencher o formulário com os dados pessoais. Ao fim do evento, os participantes têm direito à impressão do certificado através do mesmo site.

:Serviço

PEC | Tecnologia e a Vida – A Ética dessa Relação

Dias 8 e 9 de fevereiro [sexta (9h às 17h30) e sábado (9h às 11h)]

Local: Associação Médica de Brasília (AMBr). Setor de Clubes Esportivos Sul – Trecho 3

Inscrições gratuitas: pecambr.com.br

 

BRASÍLIA SEDIA EVENTO SOBRE NOVAS EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS NO TRATAMENTO DO CÂNCER

 

A iniciativa, da Associação Médica de Brasília (AMBr), é de reunir profissionais de saúde, através do seu Programa de Educação Continuada (PEC) para debaterem na próxima segunda-feira, dia 23 de abril, os principais achados no tratamento oncológico  

Levantamento inédito apresentado nesta semana, com base nos números oficiais mais recentes do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), revela que em 516 dos 5.570 municípios brasileiros, o câncer já é a principal causa de morte. Para debater sobre as principais evidências científicas no tratamento da doença, a Associação Médica de Brasília (AMBr), promove na próxima segunda-feira, 23 de abril, às 19h, em sua sede, duas palestras com os temas “Marcadores Tumorais e Novos Paradigmas da Avaliação do Câncer: Análise Genômica”.

cancer pecO evento, que faz parte do Programa de Educação Continuada (PEC) da AMBr, tem a finalidade de apresentar soluções para minimizar a situação do câncer no Brasil. É o que explica o Dr. Alex Galoro, Gestor Médico Institucional do Laboratório Sabin em Campinas e São José dos Campo (SP), que palestrará durante o encontro médico. “Precisamos ser mais atuantes com os pacientes, de forma a prevenir a doença e promover a saúde, com ações que sejam eficazes, para minimizar os dados de alastramento do câncer no Brasil”, destaca.

O médico se refere, também, aos dados do INCA, com a incidência da doença para 2018. Exceto pele não melanoma, acredita-se que 68.220 homens sejam acometidos pelo câncer de próstata e 59.700 mulheres sejam diagnosticadas com câncer de mama. Por isso, o Dr. Alex Galoro irá trazer informações importantes sobre a importância de avaliação de Marcadores Tumorais, especialmente da detecção precoce da doença, que é essencial para o tratamento resolutivo.

O Dr. Alessandro Leal, PhD Candidate Genomics – Jonhs Hopkins University, em Baltimore, nos EUA, que palestrará durante a reunião científica do PEC-AMBr, apresentará uma Análise Genômica para e os Novos Paradigmas na Avaliação do Câncer.

Para participar do evento, os profissionais de saúde podem se inscrever até sexta-feira, dia 20 de abril, através do site www.pecambr.com.br. O valor é de R$ 50 para associados da AMBr e estudantes. Médicos não associados o valor é  R$ 100.

 

:: Serviço

Palestras sobre as Principais Evidências Científicas Oncológicas

Dia 23 de abril às 19h | Auditório da Associação Médica de Brasília (AMBr)

SCES Trecho 3, Lago Sul | Brasília – DF

Inscrições: www.pecambr.com.br (Até o dia 20 de abril, sexta-feira)

Outras informações: Paulo Lima | Gracciella Barros (Assessores de Imprensa) | redacao@luancomunicacao.com.br – (61) 3327 6827

Senado aprova projeto que aumenta verbas para a saúde

O Senado aprovou ontem (12/11) um projeto que obriga o governo federal a destinar 15% da receita líquida da União para a saúde até 2018.

senado_votacaoSe entrar em vigor, o texto aumentará o orçamento do setor de forma escalonada ao longo dos próximo quatro anos. Já em 2014, o valor saltaria do atuais R$ 90 bilhões para aproximadamente R$ 96 bilhões.

A nova regra significará a maior elevação de verbas federais no setor em mais de uma década. O governo destina hoje algo entre 12,5% e 13% de sua receita líquida, percentual que pouco se alterou desde 2000.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) foi aprovada em dois turnos no Senado e, apesar de já ter sido aprovada na Câmara, retorna para nova análise dos deputados porque os senadores fizeram mudanças no texto.

Na votação de ontem, os senadores governistas derrotaram emenda, apresentada pelo oposição, que pretendia vincular 18% da receita líquida à saúde. Na prática, a proposta do PSDB dobraria o investimento na área nos próximos quatro anos em relação ao que defende o Palácio do Planalto.

A mudança defendida pelos tucanos deve ser explorada pela campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-MG), provável adversário da presidente Dilma Rousseff em 2014.

O projeto cria mais dificuldades para as já combalidas finanças da União e inevitavelmente põem em pauta, a partir do próximo governo, o debate da ressurreição da CPMF.

Dito de outra maneira, foi criada uma despesa extra do tamanho, por exemplo, da folha de salários de todos os militares na ativa. O prazo fixado para atingir a meta pouco ajuda, porque outros gastos se mantêm em expansão.

Por iniciativa mais direta do governo, educação e assistência social – rubrica orçamentária que compreende o Bolsa Família – puxam a alta dos gastos no governo Dilma Rousseff.

Será difícil encaixar o custo adicional da saúde no Orçamento sem um salto da arrecadação, que pode vir da retomada do crescimento econômico ou de uma alta da carga tributária.