Sabin

Laboratório Sabin no mercado médico de imagem

O Sabin Medicina Diagnóstica inicia 2018 com uma nova participação no mercado médico: inaugura em março uma unidade na Asa Norte, no centro de Brasília, direcionada para o diagnostico por imagem.
A presidente executiva do Sabin, Lídia Abdalla, afirma que a empresa vai “oferecer um serviço de alta tecnologia, com equipamentos que estão entre os melhores do mundo, mas principalmente, focada na comodidade, conforto e bem estar dos pacientes, integrando os serviços de diagnóstico por imagem e analises clinicas no mesmo local.

Lidia Abdalla destaca que o novo serviço oferecerá à “comunidade médica mais agilidade e precisão nos diagnósticos, com recurso de inteligência artificial e imagens de altíssima qualidade”.

A nova unidade contará com parque tecnológico resultado de uma cooperação técnico-científica do Sabin com a Siemens Healthineers. A parceria permitiu a instalação de um equipamento de Ressonância Magnética 3 Tesla inédito na América Latina – o MAGNETOM Vida. Por meio de inteligência artificial, o equipamento capta automaticamente as características fisiológicas e anatômicas de cada indivíduo, possibilitando, assim, que as estratégias de exames sejam personalizadas e permitindo que os profissionais de saúde obtenham informações valiosas para escolher o protocolo mais adequado para cada tipo de paciente, mesmo aqueles mais críticos.

Também será instalado na nova unidade um tomógrafo computadorizado de 256 canais e dupla energia. O SOMATOM Drive proporciona exames mais rápidos, com menor dose de radiação e de contraste, o que permite que um maior número de pacientes possa se submeter ao procedimento.

Ressonância magnética, tomografia computadorizada, mamografia, ultrassonografia, densitometria óssea estão entre os exames que farão parte do novo portfólio de serviços. O médico radiologista Marcelo Canuto é o Gerente Médico que está à frente da área de diagnóstico por imagem e será o responsável pela equipe desta nova unidade.

Sabin lança Unidade Móvel para atendimento à moradores próximos ao Distrito Federal

Boa notícia para os moradores do Estado de Goiás próximas ao Distrito Federal. O Laboratório Sabin acaba de lançar sua primeira Unidade Móvel, com atendimento humanizado por uma equipe altamente qualificada que leva toda a qualidade do Laboratório aos seus clientes.

A proposta é ampliar o alcance dos serviços a todos os moradores da região. Para que a excelência do atendimento fosse mantida, o Sabin investiu em um veículo adaptado internamente e equipado com duas cabines de coleta.

A primeira cidade a receber a unidade móvel é Planaltina de Goiás. O veículo ficará estacionado próximo à Prefeitura das 7h às 13h até 4 de fevereiro e, em seguida, de 21 a 29 de fevereiro, e de 7 a 18 de março.

Morador de Planaltina de Goiás, Wesley Carmo, de 33 anos, acredita que essa é uma forma de incentivo à população para fazer os exames. “Sem dúvida vai auxiliar muitos os moradores, pois temos na cidade uma deficiência na área de saúde, e isso pode dar uma facilitada para a população”, diz o militar.

Para Wesley, a Unidade Móvel auxiliará, também, os moradores da cidade goiana de se deslocarem, uma vez que o Laboratório Sabin é referência na realização de exames. “Muitas pessoas fazem exame fora, e devido o nome Sabin, que é bem conceituado, é um ganho para todos”, acredita.

Cabe reforçar que a novidade proporcionará aos clientes dessas regiões mais facilidade e conforto, com a mesma qualidade dos serviços de medicina laboratorial do Sabin presente nas 180 unidades de atendimento.

Marque na agenda:

unidade movel

 

Grupo Sabin segue ritmo forte de expansão e constrói nova sede

O novo prédio segue padrões internacionais de edifícios sustentáveis financiado pelo FCO

Com um ano marcado pela consolidação das unidades recém-inauguradas em todo o país, o Grupo Sabin, um dos maiores players do setor de saúde no Brasil, se prepara, agora, para inaugurar sua nova sede. A empresa Conbral AS – Construtora Brasília – é a responsável pela execução da obra. Os recursos para investimento são financiados pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).

O endereço da nova e ampla sede será o Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN), próximo ao Parque Nacional de Brasília (DF). Com 12.500 metros quadrados de área construída, o prédio comportará o Núcleo Técnico Operacional e as Áreas Administrativas.

O projeto representa um novo marco na história do Sabin, com mais de três décadas de atuação no setor de medicina laboratorial. “Estamos nos preparando para aumentar nossa capacidade de atendimento e análises de exames em cinco vezes nos próximos anos”, revela a vice-presidente do Conselho de Administração do Grupo Sabin e cofundadora, Janete Ribeiro Vaz.

O empreendimento também tem gerado empregos no Distrito Federal. “Durante o período da obra nossa expectativa é abrir mil postos de trabalho, o que corresponde a 1/3 do nosso atual quadro de colaboradores”, afirma Janete.

IMG_2929

Nova sede será no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN), próximo ao Parque Nacional de Brasília (DF). Com 12.500 metros quadrados de área construída, o prédio comportará o Núcleo Técnico Operacional e as Áreas Administrativas. Crédito foto: Carlos Eduardo/Luan Comunicação.

Com a mudança de sede, hoje situada no Brasília Shopping, o Grupo Sabin irá ampliar e modernizar o Parque Tecnológico. “A nova estrutura vai contar com as mais atuais tecnologias e soluções do mercado para sustentar o crescimento e a expansão nacional”, afirma a presidente do Conselho de Administração do Grupo Sabin e cofundadora, Sandra Soares Costa.

Entre as novas plataformas de automação laboratorial está a Aptio Automation, que permitirá à empresa dobrar sua capacidade técnica em até cinco anos, podendo chegar a quatro milhões de exames realizados por mês. Esta solução integra mais de 20 equipamentos que farão análise bioquímica, sorológica, hormonal e de coagulação. O Núcleo Técnico Operacional do Sabin também contará com uma esteira Cobas Connection Modules – CCM, que possibilita a automação total das linhas de imunologia e hematologia, além de oferecer eficiência operacional com uma velocidade de até 2 mil tubos por hora. Com estas e outras tecnologias, o laboratório passará a internalizar novos tipos de análises como anatomia patológica, toxicologia, genética e citogenética.

Atualmente, o Grupo mantém operações em oito Estados – Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Amazonas, Pará, São Paulo e Mato Grosso do Sul – e no Distrito Federal. “Em cada um desses Estados mantemos um Núcleo Técnico Operacional (NTO) para processar as análises das demandas locais. O NTO da unidade-sede, em Brasília, será uma referência e prestará apoio a todas as 170 unidades. Estamos crescendo com a responsabilidade de garantir sempre qualidade e agilidade nos serviços”, declara Lídia Abdalla, Presidente Executiva do Laboratório Sabin.

Edifício sustentável

O projeto da nova sede do Grupo Sabin se candidatará ao selo Green Building pela certificação Leed – Leadership in Energy and Environmental Design, concedida pela ONG americana U.S. Green Building Council (USGBC), de acordo com os critérios de racionalização de recursos atendidos por um edifício.

Para isso, o projeto tem cuidados ambientais durante toda a obra. A construção sustentável envolve a diminuição dos impactos de ruído e de sujeira; destinação correta de entulho; reaproveitamento de resíduos; escolha de parceiros certificados nos seus segmentos; e a compra de materiais credenciados por órgãos ambientais, visando reuso e reciclagem.

O prédio foi projetado para aproveitar todos os recursos naturais disponíveis. Onde for possível serão utilizados iluminação e ventilação natural e aquecimento solar. Nos lugares inviáveis, será feito o uso de lâmpadas de LED ou tubular de alta eficiência e de aparelhos de ar condicionado modernos, que garantem conforto térmico, sem desperdícios.

Algumas soluções também foram tomadas para amenizar a absorção de calor e aumentar a umidade relativa do ar, como o uso de telhado verde na cobertura, com paisagismo adequado. A nova sede contará ainda com modernos sistemas de captação pluvial e tratamento de água, além de painéis solares. Estes diferenciais contribuem para o transbordo do Parque Nacional de Brasília.

O ponto forte da operação do prédio é o da Eficiência Energética. O edifício usará tecnologia de automação, com monitoramento por computador, para viabilizar o uso eficiente dos sistemas de elevadores, iluminação e ar condicionado. Todos os recursos implantados na construção, aliados ao correto uso, proporcionarão economia de energia elétrica média acima de 15%, sem abrir mão do conforto dos colaboradores, clientes e visitantes, além de beneficiar o meio ambiente.